SAEMAC EXIGE MAIS SEGURANÇA AOS TRABALHADORES DA SANEPAR


O SAEMAC protocolou ofício junto  à sanepar para exigir a imediata contratação de segurança patrimonial para a Estação de Tratamento de  Água (ETA) de Telêmaco Borba. Trabalhadores reclamam que a ETA fica em um local retirado e perigoso com os operadores tendo que ficar sozinhos nos turnos e, dessa forma,  expostos aos riscos da falta de segurança.  Infelizmente, a situação de descaso com a vida do trabalhador não é isolada. Em várias regiões do estado acontece a mesma coisa com os trabalhadores tendo que enfrentar o batente expostos à falta de segurança.   Tanto é que, há tempos,  o Sindicato já tem incluído  na pauta de reivindicação para o acordo coletivo, a instituição de seguranças em todas as unidades da Sanepar no estado, como modo de garantir a integridade do trabalhador. Reivindicação, inexplicavelmente,  negada pela Sanepar. 

“Infelizmente, a Sanepar parece que está esperando que aconteça uma tragédia para aí sim se mexer. Nossa reivindicação não é nenhum capricho e sim um pedido de mais segurança para que o trabalhador possa desempenhar bem sua função de maneira tranquila. É um absurdo pensar que o sanepariano saia para trabalhar correndo risco de vida. Não é brincadeira. Por isso incluímos a reivindicação na pauta da negociação coletiva. É vergonhoso que tenhamos que lembrar à diretoria da Sanepar que a integridade do trabalhador é uma responsabilidade da empresa, mas se eles querem agir dessa forma, vamos continuar sempre lembrando eles através da denuncia desse descaso”, diz o presidente do SAEMAC, Rodrigo Picinin. 


0 comments:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.