SAEMAC E COLETIVO INTERSINDICAL PROTOCOLAM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PARA O ACT 2022\ 2024

Luta por reajuste salarial e melhores condições de trabalho começou e é a união e mobilização do  sanepariano (a) que vai determinar o resultado da negociação. Então, mobiliza, trabalhador




Dada a largada na luta pelo Acordo Coletivo de Trabalho 2022\2024. Depois de recolher as reinvindicações dos trabalhadores, o SAEMAC e os demais Sindicatos que integram o coletivo intersindical protocolaram no último dia 20 de outubro, na Sanepar, a pauta de reivindicações para iniciar as negociações para o Acordo Coletivo de Trabalho. A estratégia é  lutar para estabelecer um acordo de dois anos, assim como fechado no últimos acordo.  

Entre as principais reivindicações estão o reajuste salarial com índice de aumento baseado na reposição pela inflação (INPC) mais o índice de aumento da tarifa d´água; o aumento do piso salarial das funções operacionais para R$ 2.750; o pagamento de dois abonos salariais  com cada um no valor de duas vezes o valor praticado mais R$ 4.850; o reajuste do vale alimentação também com índice baseado na reposição do INPC mais o índice de reajuste da tarifa d´água; além disso, também estão na pauta a realização de concurso, o fim da terceirização entre outras cláusulas sociais (confira a íntegra da pauta abaixo).

É A UNIÃO DO TRABALHADOR QUE VAI  DETERMINAR O RESULTADO DA NEGOCIAÇÃO
Desnecessário dizer que  é a união e capacidade de mobilização dos trabalhadores que irá determinar o resultado da negociação. “O custo de vida tem aumentado cada vez mais e o trabalhador é quem mais tem sentido isso com a perca do poder de compra e consumo. Em compensação, o lucro da Sanepar só tem aumentado, ou seja, o trabalhador tem feito a sua parte, levando a companhia a ter saldo positivo. Nada mais justo que a empresa reconheça então o esforço dos trabalhador e atenda suas reivindicações. É para isso que vamos lutar na mesa de negociação. Porém, contamos com a união dos trabalhadores. O Sindicato é a ferramenta do trabalhador na luta por melhores salários e  condições de trabalho. Mas o combustível da luta e o que determina a conquista é a capacidade do trabalhador em estar mobilizado”, diz o presidente do SAEMAC, Rodrigo Picinin.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES:


















0 comments:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.