GREVE GERAL - Um dia marcado por luta e protesto


Na última sexta-feira, dia 14 de junho, empregados da SANEPAR de todo o Paraná, se uniram a profissionais das mais variadas áreas, para participar da Greve Nacional realizada contra os desmontes arquitetados pelo Governo do atual Presidente Jair Bolsonaro, com projetos e medidas que visam prejudicar o povo brasileiro, em especial a classe trabalhadora. Segundo estimativa, cerca de 45 milhões de trabalhadores em 300 cidades brasileiras aderiram à paralisação. 

Em comum nesta luta, a insatisfação dos trabalhadores com a Reforma da Previdência, que apesar de tido alguns pontos retirados ou alterados em relação ao texto original, ainda é extremamente prejudicial, tendo em vista que esta flexibilização é apenas uma artimanha para facilitar a sua aprovação, deixando brechas para que futuramente alterações possam ser feitas apenas por Projetos de Lei, sem a necessidade de alteração na Constituição Federal, o que tornaria o processo menos burocrático e agilizaria sua tramitação.

No momento, pontos polêmicos, entre eles a capitalização da previdência, podem não entrar, mas num futuro próximo, certamente virão e com mais força.


O Projeto de Lei nº 3.261/2019 que visa alterar o Marco Legal do Sanamento no Brasil, também foi outro ponto de protesto, em especial por parte dos saneparianos, defendendo que a prestação deste serviço seja feita por empresas públicas, com qualidade e que seja acessível a toda a população. A privatização do saneamento, além de demissões massivas, irá desestruturar completamente o setor, precarizando a prestação do serviço e gerando aumentos constantes nas tarifas de água e esgoto. Um retrocesso sem precedentes, que visa única e exclusivamente, abarrotar os cofres de empresas privadas multinacionais, as quais, além de não investir e muito menos contribuir para o crescimento e desenvolvimento do nosso País, transferem todos os recursos arrecadados da população brasileira para seus países de origem, deixando-nos "a ver navios", e, sem o mínimo de possibilidades de investirmos em melhorias das condições de saúde e bem estar de nossa população. 







0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.