Quem pode ser o melhor Governador do Estado para os saneparianos?

Em ano de eleições, não poderia ser diferente. O Saemac, enquanto entidade representativa de milhares de trabalhadores, foi atrás de conversar com os principais candidatos ao cargo de governador do Estado do Paraná para saber o que ele pensam da Sanepar e quais as propostas para o quadro funcional da companhia.

Para começar, estivemos reunidos com o candidato Roberto Requião em sua residência em Curitiba no dia 12 de julho. Na ocasião, o senador recebeu grande parte da diretoria do Saemac e durante aproximadamente uma hora nós apresentamos a ele quais são as principais dificuldades enfrentadas hoje pelos trabalhadores da Sanepar. Depois de nos ouvir, o candidato solicitou que elaborássemos uma proposta apontando, de forma geral, o que pode ser melhorado dentro da Companhia de Saneamento do Paraná. Requião ainda se posicionou favorável a uma maior presença do sindicato no processo administrativo da empresa.

Vale lembrar que durante o seu governo (2003-2010), Requião internalizou a leitura colocando fim à terceirização deste setor, regulamentou o Plano de Carreira de Cargo e Salário, proporcionou o ganho real linear de R$ 55,00 e referendou nossa reivindicação de anos em prol do PPR linear, com a lei que garantiu a distribuição igualitária do lucro. Contudo, não avançamos em alguns itens como o piso salarial inicial, uma reivindicação histórica.


Já no dia 22 de julho, o atual governador e candidato à reeleição Beto Richa nos recebeu no Palácio Iguaçu e, durante a conversa, foram lembrados os avanços conquistados em nossos dois últimos Acordos Coletivos de Trabalho com a instituição da Comissão de Relações Sindicais, onde houve um maior respeito aos trabalhadores e sensibilidade às suas reivindicações, com destaque para a gratificação de férias, o valor do PPR - que praticamente dobrou neste período - e também a premiação por antiguidade, que substituiu o anuênio e garante 2% na avaliação do desempenho.

No entanto, durante o mandato do governador Beto Richa também pudemos observar um aumento na terceirização das atividades de manutenção e dos cargos comissionados dentro da Sanepar.


Também tivemos a oportunidade de estar com a candidata Gleisi Hoffmann durante a inauguração de seu comitê em Cascavel, no dia 1º de agosto. Na ocasião, solicitamos que ela pudesse disponibilizar um horário em sua agenda para conversar conosco, mas até agora não obtivemos resposta. Se a candidata nos proporcionar essa abertura com agendamento de reunião, certamente apresentaremos nossas preocupações e reivindicações.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.