SANEPAR na contramão do discurso de Governo



O Tribunal de Contas do Paraná desenvolveu um relatório que apontou que um terço das Estações de Tratamento de Esgoto da Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR apresentam irregularidades com o descumprimento de regras ambientais.

Em virtude dessa constatação, foram expedidas 43 recomendações de ajustes e melhorias que a SANEPAR deve adotar, obedecendo todas as normas ambientais necessárias, dentro dos prazos e condições estabelecidas.

Para ter uma ideia, só o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) já propôs 17 Ações Civis públicas a respeito de problemas encontrados em 177 ETEs.

Parte dos problemas, é claro, tem a ver com questões técnicas e estruturais. Entretanto, não dá pra excluir a falta de mão de obra capacitada e especializada, deficiências geradas principalmente pela metodologia de terceirização da mão de obra e alta rotatividade, cada vez mais presente em setores de suma importância à saúde pública, como esse. Outra fator é a falta de formação, qualificação e conhecimento que, muitas vezes, compromete a segurança e a qualidade dos serviços prestados, situações que profissionais de carreira da SANEPAR, com vasto conhecimento técnico e experiência conseguem minimizar.

Agora, pare pra pensar. Se essas irregularidades são prejudiciais ao meio ambiente, imagina à saúde dos trabalhadores que estão diariamente expostos a esses dejetos contaminados, materiais e equipamentos utilizados na execução dos trabalhos, produtos químicos altamente tóxicos que, pelo simples contato direto, oferecem riscos à saúde?

São Atividades laborais claramente insalubres e/ou periculosas, que para serem desenvolvidas carecem de muitos cuidados e que somente profissionais realmente qualificados e com vasto conhecimento técnico e experiência devem realizar. Mas não é assim que pensam os Diretores e Acionistas da SANEPAR, tanto é que retiraram dos trabalhadores estes adicionais, os quais serviam para compensar os possíveis riscos a saúde e a vida destes profissionais!

Com todos estes problemas pairando sobre a Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR, onde será que estão os acionistas? Será que estão preocupados com os trabalhadores ou com o meio ambiente? Com certeza não! Os sanguessugas só estão interessados na gorda fatia do lucro da empresa que lhes cabe. Não muito diferente dos diretores que trabalham a base de politicagem para manter seus cargos e altos salários!

Enquanto isso, os trabalhadores do quadro efetivo da empresa, com formação profissional, conhecimento técnico, anos de experiência, responsabilidade e dedicação na execução de suas atividades, meio ambiente e a população em geral, infelizmente não estão recebendo a atenção que lhes é de direito.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.