A semana começou com um “Presente de Grego” para os trabalhadores da SANEPAR

Os trabalhadores começaram a ser notificados, via e-mail, pela SANEPAR, por meio da GGPS – Segurança e Medicina do Trabalho, sobre ao recadastramento de suas funções quanto à insalubridade e periculosidade, bem como quanto à manutenção ou supressão dos respectivos adicionais com a alteração de valores a serem implementados já na folha de janeiro/2020.

Esta decisão autoritária e unilateral viola a legislação trabalhista e retira um direito histórico adotado justamente para compensar, por meio de um adicional financeiro, os possíveis prejuízos causados a saúde e a vida dos trabalhadores pelo exercício de atividades perigosas ou com exposição constante a agentes nocivos. 

O SAEMAC tentou solucionar esta questão de forma administrativa. A Diretoria, no entanto, diferente do discurso da época da posse, em janeiro de 2019, se mostrou autoritária e intransigente, se fechando para o diálogo. O que não chega a ser uma surpresa vindo de pessoas que caíram de paraquedas na Empresa, que não conhecem a realidade da Estatal e que trabalham única e exclusivamente visando o lucro para satisfazer o Governo, os investidores e para garantir a manutenção de seus cargos e dos altos salários que recebem.

É o trabalhador sendo colocado para escanteio por pura politicagem.


Estamos trabalhando arduamente para tentar reverter esta situação e garantir que os trabalhadores não sejam lesados ainda mais.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.