Se o ACT não anda, a gente PARA!


Faz cinco meses desde o início do processo de negociação para a renovação do ACT para o período 2019/2020 e até o momento seguimos estagnados a mercê da morosidade encabeçada pela Diretoria da SANEPAR que, apesar do discurso politicamente correto de valorização de seu quadro de trabalhadores, até o momento não teve a capacidade se quer de apresentar uma proposta oficial para que fosse levada para apreciação e deliberação dos trabalhadores. 

O estranho é que enquanto para os trabalhadores a burocracia reina, quando o assunto é beneficiar os acionistas e seu quadro diretivo visando lucro e mais lucro, as coisas se resolvem de forma simples e em tempo recorde. Como o exemplo temos o aumento de 12,13% na tarifa de água e esgoto, que no acumulado dos últimos anos chega a mais de 110%, uma conta salgada que vem pesando no orçamento do povo paranaense. Não bastasse isso, fomos surpreendidos, no mesmo período, por um pedido de aumento no valor global da remuneração para os diretores, conselheiros e membros do comitê da estatal de mais de 12 %. Ainda que a diretoria tenha recuado devido à pressão, sindical e popular, a desfaçatez de solicitar um reajuste de três vezes o valor da inflação, representa uma falta de respeito para com os trabalhadores que, na grande maioria dos casos, além dos baixos salários, têm de se contentar apenas com um rejuste salarial de acordo com a inflação conforme determina a lei e, quando muito, com um ganho real irrisório, fruto de muita luta. 


É como vimos acima, a Diretoria está bem ocupada cuidando de seus próprios interesses, por isso tem colocado a classe trabalhadora pra escanteio, para longe de suas prioridades, e o descaso com os trabalhadores não para por ai. 

Recentemente presenciamos a morte de um trabalhador em uma subestação de tratamento de esgoto, em Cascavel, fruto da irresponsabilidade de seus superiores que o colocaram em situação de risco sem que as devidas medidas de segurança fossem tomadas. Outra reclamação constante, como exemplo dos mais rotineiros, são os pneus carecas e falta de manutenção adequada nos veículos terceirizados pela empresa. 

Essas são apenas algumas das várias situações degradantes as quais os trabalhadores são submetidos diariamente no exercício de suas funções em que o valor da vida e o respeito ao ser humano são colocados de lado em detrimento do cumprimento das metas visando única e exclusivamente o lucro para a empresa. 

Ao que tudo indica, os nobres diretores tem esquecido que são os trabalhadores os principais responsáveis por tornar a SANEPAR uma empresa lucrativa, respeitada e de renome no setor, conhecida nacional e internacionalmente. 

Diante dos fatos apresentados acima que trazem a tona a total falta de respeito, bom senso e valorização que a atual diretoria da SANEPAR tem demonstrado para com a classe trabalhadora, os Sindicatos Majoritários (SAEMAC, SINDAEL, SINDAEN E STAEMCP) decidiram por aguardar uma posição da empresa até o início da próxima semana, com o agendamento de uma reunião para a apresentação de uma proposta oficial, caso isso não aconteça os trabalhadores serão convocados a participar de um ato de protesto em frente aos portões da sede da empresa, em Curitiba. 

É lamentável termos de chegar a este ponto, mas não podemos deixar que este processo se prolongue ainda mais. Reforçamos assim o apoio e respeito das Entidades Sindicais Majoritárias para com os trabalhadores que anseiam por seus reajustes salariais e demais benefícios oriundos da renovação do ACT. Estamos juntos nesta luta!

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.