Aposentadoria sem participação patronal

Olá trabalhadores e trabalhadoras da SANEPAR! 

Com essa demonstração, no vídeo abaixo, poderemos fazer uma analise de como ficará nosso Benefício de Aposentadoria caso seja aprovada a Reforma da Previdência Social da maneira que esse governo, a mando das grandes Instituições Financeiras Multinacionais, está querendo fazer.



Se compararmos o atualmente praticado pela nossa Fundação de Previdência Privada FUSAN, veremos que o valor do nosso Benefício de Aposentadoria Privada é calculado sobre o montante disponível das Contribuições Individuais mais as Contribuições da parte da Patrocinadora, que no nosso caso é a SANEPAR. Sugerimos que cada trabalhador faça sua simulação no site da fundação, pois constatará que mesmo com aporte da empresa no complemento do capital para beneficio, ainda assim a concessão do beneficio é baixo. 

Se formos aplicar a metodologia de cálculo pretendida pela Reforma da Previdência, o valor do nosso Benefício será calculado somente pelo montante disponível das nossas Contribuições Individuais o que, provavelmente, no caso de um casal com idade acima de 61 anos, não dará nem para bancar o Custeio do Plano de Saúde, o SANESAUDE! 

Por que isso irá acontecer se aprovado o Projeto de Reforma da Previdência Social? É muito simples! 

Dentre as alterações constantes no Projeto da Reforma da Previdência Social apenas o trabalhador irá contribuir, enquanto o Patronal ficará desobrigado de contribuir para a Previdência Social em nome de seu quadro de empregados como atualmente está sendo exigido por lei. 

Com isso, o valor do Benefício da Aposentadoria do trabalhador irá ser ínfimo e em muitos casos, dificilmente dará para comprar os medicamentos que, porventura, irão ser necessários para tentar manter-se com um mínimo de saúde possível. 

Veja as simulações referentes à concessão do benefício no regime atual/GRPS e no regime proposto pelo governo/CAPITALIZAÇÃO. 


Portanto Senhoras e Senhores Saneparianos, é hora de acordar para o que está para acontecer e participarmos das mobilizações que irão ocorrer em todo país, no intuito de barrarmos esse ataque contra o direito ao acesso à previdência da classe trabalhadora, proposta esta que o governo está querendo implantar em nosso País.

Confira a programação das atividades em defesa da Previdência que vão acontecer nesta sexta-feira, dia 22, em Curitiba.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.