Reforma Trabalhista ou Supressão De Direitos?

Mesmo o governo e a mídia vendendo a ideia de que direitos não seriam retirados, na prática não é o que está acontecendo. Para os Representantes Sindicais, em sua essência, a Reforma Trabalhista, culminará numa clara supressão de direitos, alem de precarizar as relações de empregabilidade no País.  

Nos dias 08 e 09 de dezembro durante a Reunião Ampliada realizada pelo SAEMAC, com o auxílio do Toninho do Diap, Sandro Silva, do Dieese, bem como da Assessoria Jurídica do Sindicato, muito se discutiu sobre o impacto da Reforma Trabalhista. Foi um momento importante para que os Representantes Sindicais pudessem se atualizar e trocar conhecimento a serem repassados à suas bases de representação.

Ao todo cerca de 100 itens foram alterados, sendo que vários destes ferem a Constituição Federal e tem como único objetivo degradar as condições de trabalho.

Segundo Davi Teles Carlos, Representante Regional do SAEMAC no Litoral paranaense, “a Reforma Trabalhista em vigor desde 11 de novembro de 2017, mudou consideravelmente as relações de trabalho, suprimindo direitos da classe trabalhadora, de forma a trazer mais vantagens à classe patronal”.

Para Joelson Igor Pereira, um dos Representantes Sindicais do SAEMAC de Curitiba, “é necessário buscar alternativas, colocando a lei em favor do trabalhador, fugindo das artimanhas criadas pelo governo”. 

Já para o José Oliveira Martins, Representante Regional do SAEMAC em Pitanga, muitas pessoas não estão se preocupando com os efeitos da Reforma Trabalhista, todavia o conhecimento é um aliado importante nesta luta. “É o momento de buscar o entendimento, de aprender cada vez mais e nos unirmos para discutir e entender o que está por vir e para confrontar a classe política que, com essa Reforma, está fazendo com que os trabalhadores voltem às condições do período da escravatura. É inaceitável que os trabalhadores percam direitos”, afirma.

Mais do que nunca, principalmente neste momento em que discutimos a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho para o período de 2018/2019, é necessária a união dos trabalhadores junto às Entidades Sindicais, no intuito de lutar para manter tudo o que já conquistamos a duras penas ao longo de todos esses anos e avançar, visando sempre à melhora nas condições de trabalho, saúde e de vida dos trabalhadores e seus familiares.

Ressaltamos ainda que, nós do SAEMAC, continuaremos à disposição para auxiliar e esclarecer qualquer dúvida, objetivando resguardar os trabalhadores de modo a evitar que estes sejam lesados pela classe patronal, valendo-se da Reforma Trabalhista por esta articulada e por este desgoverno golpista que impuseram em nosso País.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.