NOTA DE REPÚDIO: Acordo de Cooperação entre Estado do Paraná e BNDES para a privatização de empresas públicas

O SAEMAC manifesta-se contrário e repudia as sorrateiras ações do Governo Beto Richa e seu secretariado, os quais realizam estudos e agem com o objetivo de privatizar estatais de diversos setores, uma forma de entregar as riquezas de nosso estado nas mãos de empresas privadas.

O Governo do Estado do Paraná, representado pelo Secretário da Casa Civil, Valdir Rossoni e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, na pessoa do Presidente Paulo Rabello de Castro, assinaram no dia 12 de junho do corrente ano, um Acordo de Cooperação Técnica denominado “Planejamento e Estruturação de Projetos de Desestatização”.

Tal acordo, assinado na surdina, só foi tornado público quatro meses depois em reportagem publicado pelo Livre.jor na Gazeta do Povo.

O acordo não especifica quais empresas serão privatizadas, todavia, conforme o que foi apurado pela reportagem, estão na mira do BNDES empresas ligadas ao saneamento, iluminação pública e distribuição de gás natural, representadas respectivamente pela SANEPAR, COPEL E COMPAGÁS.

Vale ressaltar que em várias ocasiões, o Senhor Governador e seus representantes afirmaram categoricamente que a SANEPAR não estaria incluída no processo de privatização.

Ocorre que tais ações vem de encontro aos projetos do governo golpista de Michel Temer, já em andamento, o qual utiliza-se das privatizações, como uma forma de maquiar os problemas e tentar equilibrar as contas públicas, abaladas pela corrupção que assola a política brasileira em seu desgoverno.

Reiteramos que nós do SAEMAC, mais uma vez, contamos com o apoio de todos os trabalhadores, na luta para manter a SANEPAR, uma empresa voltada única e exclusivamente aos interesses do povo paranaense.


0 comentários:

Postar um comentário