Alimentação básica para o trabalhador apresentou varição de 6,33% em janeiro/2015

A variação mensal da ração alimentar essencial mínima de Curitiba em janeiro/2015 apresentou índice de 6,33%. O acumulado no ano é de 6,33% e o acumulado em 12 meses é de 14,20%. O custo da ração alimentar essencial mínima para uma família curitibana (1 casal e  2 crianças), foi de R$ 1.007,46 (hum mil e sete reais e quarenta e seis centavos) sendo necessário 1,28 salários mínimos somente para satisfazer as necessidades do trabalhador e sua família com alimentação no mês de janeiro/2015.

A ração alimentar essencial mínima para um trabalhador teve um custo de R$ 335,82 (trezentos e quinze reais e oitenta e quatro centavos) apresentando uma variação mensal de 6,33% e tendo um custo diário de R$ 11,19 para o trabalhador. Um trabalhador residente em Curitiba, e que ganhe o salário mínimo precisa trabalhar 93h45min de uma carga horária estipulada em lei de 220h00min.

Salário mínimo necessário em janeiro de 2015 deveria ser de R$ 3.118,62 (três mil cento e dezoito reais e sessenta e dois centavos), este valor é levantado conforme determina a lei que estabeleceu o salário mínimo, o Decreto Lei 399 e a Constituição em seu artigo 7, capítulo IV que diz: “salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de  atender a  suas (do trabalhador) necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte  e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim.”.

Fonte: DIEESE.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.