Empregados do Sistema Eletrobras aprovam acordo e encerram greve

Os empregados das empresas do Sistema Eletrobras decidiram, em assembleias-gerais realizadas nesta quarta-feira (11), encerrar a greve iniciada na segunda-feira (9). Eles acolheram a proposta de acordo formulada pelo vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, na terça-feira (10) em audiência de conciliação em dissídio coletivo de greve realizada no TST.

Os empregados atenderam ao apelo do vice-presidente para que as partes chegassem a um acordo, a fim de que a sociedade não fosse prejudicada, "justamente em face desse momento, em que o Brasil se coloca no centro das atenções mundiais por ocasião da Copa do Mundo".

O acordo foi fechado com representantes de federações e sindicatos dos empregados e das empresas do Sistema Eletrobras.  O dissídio coletivo foi impetrado pela Centrais Elétricas Brasileiras S.A. - Eletrobras, Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) e Furnas Centrais Elétricas S.A. para que o TST declarasse a greve abusiva e determinasse o encerramento do movimento.

Pela conciliação, as empresas pagarão a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) referentes a 2013 48 horas após o encerramento da paralisação. As faltas dos grevistas serão abonadas, e as empresas se comprometeram a negociar a forma de pagamento da PLR de 2014, a ser paga em 2015, com a intermediação da Vice-Presidência do TST e do Ministério Público do Trabalho.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.