Um representante dos trabalhadores no CAD ou apenas um 'tapa buraco'?

Conforme consta no segundo parágrafo do artigo 12 do Estatuto Social da Sanepar, “integrará obrigatoriamente o Conselho de Administração, um empregado da Companhia, na condição de titular, e outro na condição de suplente”. Considerando tal obrigatoriedade de se ter um trabalhador dentro do CAD, o que você, enquanto empresa 'amiga' dos acionistas faria? Certamente, tentaria preencher tal cargo com alguém que não fosse dar trabalho, que não fosse ficar 'pegando no seu pé' e te incomodando para atender as reivindicações trabalhistas, certo? Alguém que estivesse ali apenas para tapar o buraco que, obrigatoriamente, precisa ser preenchido por um trabalhador.

Dito isso e considerando que recebemos muitos questionamentos com relação a quem seria o candidato preferido da Sanepar para o cargo de representante dos trabalhadores no CAD, podemos afirmar que, pelo posicionamento que assumiu, um dos candidatos que se identifica com a diretoria é o Edson Roberto Michaloski. No mês de março deste ano, o candidato viajou por todo o Paraná visitando todas as gerências da Sanepar com o argumento de que estaria fazendo um curso de SGM (Sistema Gerencial de Manutenção). Na verdade, tudo o que ele fez foi se apresentar como candidato em todas as localidades e isso com acompanhamento do presidente da ASSESAs e dos diretores das associações locais, tendo as despesas pagas pela Sanepar. Portanto, é ele o candidato da diretoria. Ou será que os diretores da companhia não estavam cientes dessas viagens que ele fez?

O próprio nome do cargo já diz: representante DOS TRABALHADORES no Conselho da empresa. Quem tem as despesas da 'campanha' custeadas pela diretoria da Sanepar certamente está atrelado a ela e não fará oposição ao que ela quiser implantar ou deixar de implantar em relação aos trabalhadores. Entrará mudo e sairá calado das reuniões que definem o futuro da companhia.

Precisamos de alguém que esteja livre de 'amarras', que tenha autonomia suficiente para bater de frente com as imposições da empresa que podem ser prejudiciais para a classe trabalhadora. Todas as questões que dizem respeito ao quadro funcional da Sanepar passam pelo CAD. Tudo o que reivindicamos precisa passar pelo crivo de quem faz parte do Conselho de Administração.

O candidato mais preparado para os enfrentamentos que estão por vir é o Elton Evandro Marafigo, um sanepariano que há 27 anos vivencia a rotina da classe técnica e operacional da empresa, que nunca teve cargo comissionado e jamais aceitaria um cargo destes, por princípios éticos e morais, que há 14 anos luta na defesa dos direitos trabalhistas e que tem como bandeiras há muito tempo a valorização do quadro funcional da Sanepar, a defesa do nosso plano de saúde, melhorias no FusanPrev e no plano de carreira, defesa do patrimônio público e luta contra a privatização e terceirização.

É preciso que todos os saneparianos se envolvam neste processo eleitoral, pois depois que estivermos com dificuldades em manter os benefícios já conquistados e em reverter situações desfavoráveis aos trabalhadores, lembraremos que a escolha foi nossa. Escolha bem! O interesse da classe trabalhadora nestas eleições é grande, mas o interesse da empresa é maior ainda. Não se deixe enganar.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.