Tarifa da Sanepar pode subir acima da inflação até 2017, diz oposição

A oposição na Assembleia Legislativa apresentou na sessão de ontem um estudo que mostra que a Sanepar teria de aumentar a tarifa acima da inflação até 2017 para que suas ações preferenciais atingissem o valor de R$ 12,75, utilizado no ano passado para a empresa pagar uma dívida que tinha com o governo do estado. Segundo o deputado Tadeu Veneri (PT), essa informação consta em relatório do Bradesco BBI usado para definir o valor das ações da empresa no novo acordo de acionistas, lançado em 2013.

O valor de R$ 12,75 foi baseado em três estudos realizados pelos bancos Bradesco BBI, Credit Suisse e BTG Pactual. Segundo Veneri, o estudo do Bradesco BBI mostra que esse valor dependeria de uma série de condições ideais para a Sanepar, que incluíam o aumento da tarifa acima da inflação até 2017. Isso seria uma correção de uma suposta defasagem no valor da tarifa, que ficou congelada durante o governo de Roberto Requião. O deputado mostrou uma cópia desse estudo a repórteres presentes na sessão.

Para o deputado, esse valor é superestimado e não corresponde ao real valor das ações da empresa. Em um ano, o valor das ações preferenciais oscilaram entre R$ 8,75, em junho do ano passado, e R$ 4,81, em fevereiro deste ano. Ontem, a ação estava cotada em R$ 5,60 na Bovespa.

Na tribuna, Veneri disse que a empresa dependeria de “uma boa alma” para comprar as ações nessa cotação. Ele insinuou a possibilidade de a Copel ou de fundos previdenciários serem essa “boa alma” e ficarem com esse suposto “mico”. Para o petista, isso seria uma forma de o governo arrecadar às custas da tal “boa alma” com a venda dessas ações a um preço supervalorizado. A ação beneficiaria também a holding Dominó, sócia minoritária da empresa, que teria o valor de suas ações inflado artificialmente.

A Sanepar anunciou uma oferta de ações em 24 de fevereiro, e um projeto que permite o aumento de capital da empresa está tramitando na Assembleia. Entretanto, não se sabe quantas ações serão vendidas e a qual valor. A reportagem procurou a companhia para comentar as denúncias, mas foi informada que a empresa não poderá se manifestar sobre até a conclusão deste processo.

Economista Veneri

Líder do governo, o deputado Ademar Traiano (PSDB) ironizou as denúncias do colega. “Esta é a análise do economista Tadeu Veneri. Nós temos consultorias que fizeram essa análise [do valor da ação] e que não dizem isso. Não posso me valer de uma afirmação de um deputado”, disse, complementando que irá responder ao pronunciamento na sessão de segunda-feira.

“Tratoraço” deve aprovar aumento de capital social

O projeto que ao permite o governo do Paraná aumentar o capital social da Sanepar foi aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia. Os deputados da comissão concluíram, por unanimidade, que o projeto é constitucional e pode seguir sua tramitação.

Líder do governo, Ademar Traiano (PSDB) declarou que pretende colocar o projeto em votação na semana que vem. Ele não descarta a possibilidade de o projeto ser votado em regime de comissão geral – o popular “tratoraço”.

O projeto chegou à Assembleia na segunda-feira e, já na terça, foi incluído na pauta da CCJ. O deputado Tadeu Veneri (PT) pediu vistas ao projeto e uma nova reunião, ontem, foi convocada para deliberar sobre a matéria. O petista votou pela constitucionalidade da proposta, mas criticou aspectos relativos ao mérito – como a possibilidade de conceder votos às ações preferenciais em determinadas circunstâncias. Ele anunciou que a bancada deve apresentar emendas. Pela proposta, o governo do estado fica autorizado a aumentar o capital social da Sanepar para até R$ 4 bilhões, através da emissão de ações preferenciais. Hoje, o valor total das ações da empresa é de R$ 2,6 bilhões.

______________________________________________________________________________

Comentário do Saemac:

O que é que este Governo está fazendo com a nossa Sanepar? Além de todas as tentativas de beneficiar os acionistas privados em detrimento dos trabalhadores, a conta ainda vai sobrar para a população! Nestes quatro anos os aumentos na tarifa já totalizaram 60% e ainda deve subir ACIMA da inflação? Que absurdo!

Isso tudo para beneficiar os acionistas com ações que passam a ter mais valor e engordar mais ainda os bolsos deles (de novo). Para uma empresa pública, a Sanepar está absolutamente desvirtuada de seu propósito de servir aos cidadãos paranaenses. É, caros companheiros, tudo isso é apenas reflexo das tentativas de privatizar a companhia. Imaginem o que acontecerá se isso, de fato, se concretizar... Os trabalhadores e todos os seus direitos conquistados em todos estes anos de luta simplesmente perderão o seu valor frente à ambição sem limites dos sócios privados.

O que eles querem é o que também queremos: dinheiro. A única diferença é que nós trabalhamos para isso e somos merecedores, enquanto que eles não precisam de muito esforço, já que mandam e o Governo prontamente obedece. Palhaçada!

1 comentários:

Que absurdo,isto deve ser mandado por email pára todos saneparianos e postado nas redes sociais para que todos saibam o que esta acontecendo

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.