ACORDO DO PPR DA SANEPAR ASSINADO

Após resultado da votação, Sindicato procurou agilizar os trâmites para que o trabalhador possa receber ainda esse mês. Destaque da negociação foi a atuação sindical que garantiu o aumento do valor do benefício


O presidente do SAEMAC, Rodrigo Picinin, assina o acordo do PPR

O presidente do SAEMAC, Rodrigo Picinin, assinou hoje (10), à tarde, o acordo do PPR na Sanepar. Dessa forma, a empresa já pode fazer, ainda este mês,  o pagamento do benefício aos trabalhadores. 

“Após sair o resultado da votação, procuramos agilizar os trâmites burocráticos e cumprir os prazos  para que os trabalhadores pudessem receber o PPR ainda este mês”, destacou Rodrigo. 

O destaque da negociação do PPR foi a atuação sindical que elevou o valor do benefício em R$ 1.330,94 a mais para os trabalhadores. Dessa forma, o valor de R$ 9.183,09, propostos pela Sanepar, subiu para R$ 10.514,03.  Além disso, também foi conquistada a garantia de  recebimento integral para os afastados por doença.  

“É fato que se não houvesse o Sindicato,  os trabalhadores teriam que aceitar  o que a empresa oferecesse nas condições que ela quisesse. É por isso que sempre estamos alertando o trabalhador para a necessidade de fortalecer a entidade sindical através da sindicalização. Quanto mais forte a entidade, mais forte a luta pela melhoria de renda e condições de trabalho”, diz Picinin.

Carta de oposição é tiro no pé
Como dito acima, graças ao Sindicato, os saneparianos tiveram um incremento de R$ 1.330,94 no PPR. No acordo, também ficou definido o repasse para a entidade sindical de 1% do valor, o que dá cerca de R$ 105,14. Valor que, na verdade, é um investimento que o trabalhador está fazendo na luta por mais salários, direitos e benefícios. É por isso que a carta de oposição é um tiro no pé do trabalhador. Enfraquecendo o Sindicato, ele está enfraquecendo a chance de ter melhoria de renda nas negociações. Além disso, não  contribuir  com a luta, mas se beneficiar dela, é subir nos ombros dos companheiros que contribuem. Não é legal.

CONFIRA O ACORDO ASSINADO: 














0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.