CÂMARA MUNICIPAL DE CASCAVEL TERÁ AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS PELA SANEPAR NESTA QUARTA, DIA 05 DE MAIO

Estaremos de olho no posicionamento da direção da Companhia: vão defender a empresa pública ou baixar as orelhas para a balela da privatização?

A Câmara Municipal de Cascavel marcou para esta quarta-feira, dia 05 de maio, às 9h, uma audiência pública para, segundo requerimento dos vereadores Romulo Quintino (PSC) e  Celso Dal Molin (PL), que convocaram a audiência, debater a “qualidade dos serviços prestados pela Sanepar”. Com o argumento de que há insatisfação por parte da população com a Sanepar, os vereadores convocaram a empresa para a audiência, assim como representantes da sociedade civil organizada. O SAEMAC se fará presente e espera poder participar do debate visando defender o esforço do trabalhador sanepariano. 

Também estaremos de olho  na postura da Sanepar: se de defesa da empresa pública ou se irão ficar quietos para o blá, blá, blá de privatização. Recentemente, o prefeito de  Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC), criticou a Sanepar insinuando que  a solução para o saneamento seria a privatização. Não se sabe se o prefeito usou de oportunismo ou não, mas  estranhamente, a direção da Sanepar ficou em silêncio sem, ao menos, tentar defender a empresa. Covardia ou conivência? Não se sabe. Porém, espera-se que na quarta-feira, a Sanepar proteja o interesse público, razão de existir da Companhia, e não  baixe as orelhas se aparecer o papo de privatização. É aí que vamos ver realmente qual o nível de responsabilidade da diretoria com a empresa: se com a população e os saneparianos que constroem a companhia ou com a vertigem neoliberalóide que só fala em privatização visando lucro e não melhoria de serviços... tanto que são vários os exemplos recentes de países que reestatizaram os serviços de saneamento  depois dos prejuízos causados à população com a privatização. 

“Outra coisa que esperamos é que a  diretoria da Sanepar tenha dignidade e assuma suas responsabilidades   diante da situação do saneamento e abastecimento de água em Cascavel, eximindo os trabalhadores de qualquer culpa que seja imputada a companhia. Antes dessa diretoria éramos referência de qualidade. O empenho do trabalhador que garantiu a excelência histórica da empresa continua o mesmo. Ou seja, se há reclamação, deve-se ao direcionamento que deram à empresa”, diz o presidente do SAEMAC, Rodrigo Picinin. 


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.