Comissão Paritária entrega o Relatório Final dos trabalhos



No dia 10 de dezembro de 2018 os Representantes da empresa junto com os representantes das entidades sindicais que permaneceram na Comissão Paritária Mista, fizeram a entrega do Relatório Final ao Diretor Administrativo da Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR, o senhor Sérgio Veroneze.

Essa Comissão Paritária Mista foi formada para desenvolver um trabalho idôneo e com responsabilidade, mas pela falta de comprometimento da empresa no repasse das informações relativas à dotação orçamentária, bem como pela intenção na inclusão de pontos polêmicos e prejudiciais aos trabalhadores, as Entidades Sindicais Majoritárias se retiraram desta comissão.

Mesmo as Entidades Sindicais Majoritárias não tendo conhecimento do Relatório Final de Revisão e Reformulação do PCCR, pelo fato de terem definido pela saída da Comissão, circulam informações que, dos pontos polêmicos e prejudiciais aos trabalhadores pretendidos pela empresa, dois teriam sido retirados do relatório final. A motivação para essa retirada destes pontos, que certamente trariam prejuízos a classe trabalhadora, ocorreu por conta da saída dos Sindicatos Majoritários. Não fosse essa pressão, com certeza esses pontos estariam mantidos.

Desde a implantação do PCCR, as Entidades Sindicais Majoritárias, vêm questionando, sugerindo e reivindicando uma revisão e atualização, inclusive periódica do referido plano, a começar pela metodologia do sistema de avaliação, mas infelizmente, como ocorreu na implantação do PCCR ainda em vigência, tende a prevalecer à vontade e os interesses unilaterais da empresa.

Nobres Companheiros Saneparianos, lembramos que com a saída dos Sindicatos Majoritários dos trabalhos de Revisão e Reformulação do PCCR, saem também mais de 80% do quadro efetivo de trabalhadores da empresa, todos descontentes pela falta de “bom senso” por parte da Diretoria da SANEPAR para com estes trabalhadores.

E, caso persistam pontos e alterações de forma unilateral por parte da empresa que, após aprovada, venha a prejudicar a classe trabalhadora que representamos, reafirmamos o nosso posicionamento de tomar as medidas judiciais cabíveis.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.