Aprovada em 1º votação a PL 586/2018 que dá carta branca para privatizações no Estado

Foto: Sandro Nascimento/Alep

Ratinho Junior ainda nem assumiu o Governo do Estado, mas já vem colocando as mangas de fora e, diferentemente de suas propostas de governo quando ainda era candidato, vem sinalizando a possibilidade de privatização das Estatais paranaenses.

O primeiro sinal ocorreu durante uma entrevista a Revista Valor Econômico no mês passado após participar de uma reunião com investidores na Bolsa de Valores, em Nova York, nos Estados Unidos. Na ocasião ele falou que pretendia vender ativos não considerados centrais da Copel e Compagás.

E agora mais um ataque a estas empresas que representam uma importante riqueza paranaense. Cida Borghetti, atual mandatária do Estado, apresentou a Câmara dos Deputados, a pedido do Governador eleito, um Projeto de Lei, o de nº 586/2018, em caráter de urgência o qual dá carta branca para venda de ações e consequentemente a privatização dos setores elétrico, de saneamento, entre outros.

O projeto foi votado na manhã desta terça-feira, dia 18 de dezembro, durante sessão ordinária na Alep, sendo aprovado em primeira votação.

Ou seja, a partir de 1º de janeiro as portas de nossas empresas poderão ser abertas para a iniciativa privada. Venda essa que poderá ser feita a toque de caixa. Uma decisão sem precedentes que irá abrir caminho para demissões, precarização dos serviços e aumentos nas tarifas.

Mais uma vez o Governo vem tratando de assuntos de extrema relevância sem que haja uma discussão aprofundada a cerca destes temas com os principais interessados: população, trabalhadores e demais entidades.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.