Paraná celebra o dia do seu maior rio, o Iguaçu

O governador Beto Richa abriu nesta terça-feira (17), em Curitiba, o encontro em celebração ao Dia do Rio Iguaçu e destacou a importância da revitalização do maior recurso hídrico totalmente paranaense. Com 1.300 km de extensão e bacia de 70 mil km², o Iguaçu nasce na Região Metropolitana de Curitiba e deságua nas Cataratas do Iguaçu. Em alguns trechos apresenta altos índices de poluição.“Com a crise hídrica que o País atravessa e as mudanças climáticas, a revitalização do Iguaçu desponta como ação prioritária do Estado, seja para o abastecimento de água, seja para a preservação do ambiente”, afirmou o governador.

A declaração do governador foi dada no Canal da Música onde, durante todo o dia, técnicos discutem as ações do projeto de Revitalização do Rio Iguaçu. Lançado por Richa em junho deste ano, o grupo de trabalho, coordenado pela Sanepar, está estruturado e várias ações já estão em andamento.

Na cerimônia de abertura, Beto Richa e o coordenador da Agência Nacional de Águas (ANA), Volney Zanardi, assinaram a carta de intenções que trata da revitalização da bacia hidrográfica. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, entregou a Richa um dossiê elaborado por indústrias com propostas de soluções para o Iguaçu.

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, afirmou que o governador Beto Richa ficará na história pela “iniciativa corajosa de mobilizar a comunidade para uma causa grandiosa como essa”. Segundo ele, participam do encontro a sociedade paranaense, as pessoas que “transpõem barreiras para o bem do Rio Iguaçu e para o bem da vida. Há dez anos nem se pensava em falar em crise hídrica fora do Nordeste e hoje temos vários estados com problemas de abastecimento, inclusive regiões muito ricas. Não é uma previsão, é uma realidade que está aí. Ninguém imaginava que no Brasil poderia faltar água. Por isso, para garantir o futuro temos que começar hoje.”

Mounir assegurou que em breve haverá o lançamento de ações estruturadas para todas as bacias hidrográficas do Paraná porque “é preciso envolver todo o Estado no projeto de preservação ambiental. O Paraná está fazendo a sua parte e para garantir a vida é preciso o envolvimento de toda a sociedade.”

INTEGRADAS – O projeto de Revitalização do Rio Iguaçu reúne a Sanepar, Copel, secretarias de estado, além dos 104 municípios abrangidos pela bacia. Estão previstas ações integradas e obras de infraestrutura para melhorar as condições de tratamento de esgoto sanitário e de resíduos sólidos e a recomposição de mata ciliar do Rio Iguaçu.

“Estamos trabalhando firme neste projeto, encomendado pelo governador Beto Richa, para que tenhamos a revitalização total, desde a nascente até a foz do Rio Iguaçu. Pelo menos 40% do Estado é cortado pelo Iguaçu e seus afluentes”, explicou Chaowiche, destacando que “estamos definindo o orçamento para os próximos três anos para o projeto, que não tem fim. Nosso maior desafio é a mobilização da sociedade, unindo universidades, o exército, municípios e todos os setores.”

GRUPO GESTOR – Segundo Mário Celso Cunha, da Sanepar e coordenador do grupo gestor do projeto de revitalização, foram feitas vistorias em vários trechos do rio. “Estamos trabalhando na fiscalização dessas áreas, reconstituição da mata ciliar e também na revitalização do Rio Belém. Temos uma força-tarefa no Governo do Estado, envolvendo vários órgãos”, disse Cunha.

O grupo gestor é constituído por sete câmaras temáticas – saneamento, educação, saúde, segurança, biodiversidade, mobilização e institucional. Além das secretarias envolvidas no projeto, também participam representantes do Instituto das Águas do Paraná, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Casa Civil, Institutos Lactec, Adapar, Paraná Cidades. 

O grupo faz reuniões mensais, que incluem, ainda, representantes do Ministério Público, Polícia Federal, Prefeitura de Curitiba, Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec). Os trabalhos foram divididos em três fases: Alto Iguaçu (26 municípios), Médio Iguaçu (18 municípios) e Baixo Iguaçu (65 municípios).

Fonte: Sanepar

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.